Por Gustavo Martins-Coelho

2015052500

Há uns anos, vi um vídeo animado da rede de transporte colectivo de Auckland, na Nova Zelândia [1], e fiquei fascinado. Depois, vi um vídeo com as ligações aéreas internacionais que se fazem em vinte e quatro horas [2] e fiquei ainda mais fascinado; e foi então que pensei que também queria visualizar os comboios portugueses.

Comecei por desenhar as ligações em alfa pendular, a partir de Lisboa, para o Norte. Quando cheguei a Aveiro, o número de fotogramas era já tal que o computador começou a demorar às meias horas para actualizar ou gravar o ficheiro. Aliado ao desapontamento do deserto ferroviário que começou a aparecer no meu ecrã, decidi ficar por aí e partilhar o resultado. Ainda não desisti de concluir a animação, quando tiver um computador mais potente, ou quando encontrar uma forma de reduzir o tamanho do ficheiro, mas, para já, é isto…

Anúncios