Por Gustavo Martins-Coelho

2015090700

O Popten [1] divulgou, em 2010, uma lista dos dez ditadores mais sangrentos dos últimos 130 anos, contando, para isso o número de mortos gerados pelos seus regimes [2]. Segundo essa lista, o pior ditador foi o primeiro governante comunista chinês, Mao Tsé-Tung. O Popten não cita as suas fontes, mas admitamos que os números estão correctos. Ainda assim, pareceu-me apropriado dividir o número de mortes pelo tempo que cada ditador passou no poder; não é o mesmo matar um milhão de pessoas num ano ou em dez, apesar de ambos serem maus.

Assim, o eixo das ordenadas do gráfico acima contabiliza o número de mortos por ano, em média, por cada um dos dez ditadores identificados pelo Popten (em milhares), enquanto o eixo das abcissas identifica cada um desses ditadores e o país que governaram. O Mao Tsé-Tung continua a liderar a lista, destacadamente, mas o imperador japonês que governou durante a II Guerra Mundial sobe imediatamente para o segundo lugar, levando-nos a questionar o que teria acontecido, se ele tivesse tido tanto tempo para governar como o presidente chinês [3].

Anúncios