Por razões profissionais, o Hugo não irá brindar-nos hoje com a sua habitual sabedoria no «Docendo discimus» [1].

Anúncios