Por Gustavo Martins-Coelho

2015120100

O mapa acima representa a percentagem do salário bruto médio que termina nos cofres do Estado, através dos impostos sobre o rendimento e das contribuições para a Segurança Social. Tomando a Bélgica, país onde essa percentagem é mais elevada (os outros países do topo são a Alemanha e a Áustria), por exemplo, um empregador que queira pagar € 1.946 líquidos (o salário médio nesse país) a um empregado terá de orçamentar cerca de € 4.402 mensais para esse trabalhador, dos quais cerca de € 2.456 serão transferidos para o tesouro belga. Os três países onde esta percentagem é mais baixa são a Suíça, a Irlanda e o Reino Unido.

Os números foram compilados pelo Jakub Marian [1], com base num estudo da OCDE [2]. O mapa é propriedade da Fotolia.com [3] e utilizado com a sua autorização.

Anúncios