Por Carlos Lima

A reforma dos cuidados de saúde primários, iniciada em 2008 com o Decreto-lei 28/2008, deu origem aos agrupamentos de centros de saúde, ou Aces, e, dentro destes, a um conjunto articulado de unidades funcionais (UF) em cada centro de saúde, com o objectivo de responder de forma mais eficaz a cada situação de saúde dos utentes, das famílias e da comunidade onde estão integradas.

As UF criadas em cada centro de saúde foram:

  • Unidade de Saúde Pública (USP);
  • Unidades de Saúde Familiar (USF) e Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP);
  • Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC).

Ao nível do Aces, existem unidades que dão apoio às unidades do centro de saúde, como é o caso da Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados (URAP) e da Unidade de Apoio à Gestão (UAG).

Apesar da diferenciação por áreas de actuação e da própria missão de que estão incumbidas as UF, o pressuposto fundamental é a articulação para a complementaridade e continuidade dos cuidados e a qualidade dos mesmos.

Hoje quero falar-vos da UCC porque, finalmente, Estarreja e o seu centro de saúde vão poder beneficiar dos cuidados diferenciados que esta unidade pode proporcionar.

A UCC é uma unidade que tem como alvo preferencial os indivíduos, as famílias e os grupos vulneráveis ou em risco físico, funcional e psicológico; as pessoas com doenças que requeiram acompanhamentos próximo; actua na educação para a saúde e integra as redes comunitárias de apoio à família.

Dentro da UCC, será criada uma equipa de cuidados continuados integrados (ECCI), integrada na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que responderá a situações domiciliárias por referenciação das equipas familiares do utente, ou seja, médico e enfermeiro de família.

A UCC tem a abrangência do centro de saúde, que, no caso de Estarreja, é todo o concelho e será instalada no centro de saúde de Estarreja.

A UCC Nós de Estarreja surge por proposta dalguns dos enfermeiros que a compõem, mas evolui por diversas fases, tendo ficado em banho-maria à espera dos recursos humanos suficientes para poder oferecer à comunidade os cuidados diferenciados a que se propôs.

Depois de tanta espera, o dia 1 de Fevereiro de 2016 é o dia do início da sua actividade. Ainda falta limar algumas arestas, mas a fase de instalação está a decorrer sem incidentes e não tardará a mostrar-se na efectividade da acção.

Quero endereçar os parabéns à UCC Nós do centro de saúde de Estarreja, na pessoa da sua coordenadora, a Ex.ma sr.a enfermeira Sandra Borges, e dizer-lhe e dizer-vos que é um privilegio e um grande orgulho para mim integrar essa equipa e contribuir com os meus parcos conhecimentos para que a UCC cumpra a sua importante e nobre missão.

Saúde!

Anúncios