Por Carlos Lima

Dia 20 de Março foi o dia mundial da saúde oral, subordinado ao tema: «Tudo começa aqui. Boca saudável. Corpo saudável.» Pretendeu chamar a atenção sobre a importância de cuidarmos bem da boca, para termos uma boa saúde.

A boca [1] é, como todos sabemos, uma das portas de entrada do nosso corpo. Por ela passam o ar e os alimentos, mas também as bactérias. Manter uma boca saudável requer uma atenção regular e, no mínimo, bidiária, pelo lado da escovagem, e um cuidado alimentar, que limite os alimentos que favorecem o aparecimento de cáries. Neste lote, situam-se todos os alimentos que contêm elevadas quantidades de açúcar na sua composição e os alimentos que se agarram facilmente à superfície dos dentes [2]. Se juntarem as duas características, ainda é mais grave — como é o caso dos caramelos, que tanta gente gosta de oferecer às crianças.

O grande objetivo do programa nacional de saúde oral [3] é atingir as zero cáries nas crianças que frequentam as escolas do nosso país. Nesse sentido, têm-se desenvolvido campanhas de escovagem de dentes nas escolas, que visam aumentar o número de vezes que as crianças cuidam da boca e corrigir e melhorar a qualidade dessa escovagem, bem como alertar para os danos que alguns alimentos, nomeadamente os ricos em açúcares, provocam na estrutura do dente.

Ajudar as nossas crianças a ganhar hábitos de higiene saudáveis é fundamental e é uma missão de todos, mas é junto dos pais que é preciso reforçar esta ideia de bons hábitos, pois são eles que acompanham os filhos no pequeno-almoço e antes de irem para a cama, dois momentos essenciais para a protecção dos dentes. São também eles quem pode ajudar a criança a reduzir o consumo de alimentos cariogénicos, quer educando, quer diminuindo a disponibilidade. Talvez muitos pais não saibam que os cereais que oferecem aos seus filhos para o pequeno-almoço são, na sua maioria, excessivamente doces e são potencialmente cariogénicos.

Mas os cuidados de higiene da boca não protegem só a nossa boca, pois muitas das bactérias que se desenvolvem na boca e destroem os nossos dentes podem migrar e provocar danos noutras estruturas, como é o caso das válvulas cardíacas e das articulações.

Como diz a frase da comemoração do dia mundial da saúde oral, cuidar da nossa boca é cuidar de vários aspectos da nossa vida, pois os dentes e a boca estão envolvidos no nosso cartão de apresentação, que é o nosso rosto. Um sorriso bonito e um hálito agradável permitem-nos estar confiantes perante o outro.

Saúde!

Anúncios